“Vamos deixar a nossa marca no Universo” – Steve Jobs

facebook_2016_cover (2)

Há pessoas que ressoam em nós como se fossemos uma extensão do seu SER. Que despertam vontades e sentires, ideias e motivações estranhamente familiares e estremecem todas as nossas células, como um tornado interior que nos impele a SER. É uma identificação difícil de descrever e digna de se sentir. Steve Jobs, é uma dessas pessoas… que me inspira a ser o melhor de mim. Longe de pretender qualquer ensaio comparativo entre a minha pessoa e um dos génios contemporâneos que revolucionou a era digital e tecnológica, quero apenas partilhar a minha admiração por Steve Jobs. Reconhecendo os seus defeitos e qualidades (quem não os tem) admiro profundamente a marca ímpar que deixou no Universo. O meu fascínio é alimentado pela sua desmesurada força interior, paixão, determinação, criatividade, fé e beleza em criar e inovar, antecipando-se às necessidades e desejos das pessoas. E na sua capacidade de tornar obsoleto o conceito “impossível”.
Numa palavra: extraordinário! No sentido literal e poético.

Alguns dos seus discursos inspiradores…

Quando somos jovens, costumam dizer-nos que o mundo é como é e que nos cabe apenas viver no mundo, tentando não dar muitas cabeçadas na parede. Mas essa é uma vida muito limitada. A vida pode ser muito ampla após descobrirmos um facto simples. E isso é: que tudo o que está à nossa volta, a que chamamos vida, foi criado por pessoas que não são mais inteligentes do que nós. E podemos mudá-la, podemos influenciá-la. Podemos construir as nossas coisas, que os outros podem usar. Há que rejeitar essa noção errada de que a vida apenas acontece e que a vamos vivendo, em vez de a abraçarmos, mudarmos, melhorarmos, e deixarmos nela a nossa marca. Depois de aprendermos isso, nunca mais seremos iguais.

Saudamos os malucos…os inadaptados… os rebeldes… os desordeiros… aqueles que não se encaixam. Os que vêem as coisas de forma diferente. Eles não gostam de regras e não respeitam o ‘status quo’. Podemos citá-los, discordar deles, glorificar ou diabolizá-los. Mas a única coisa que não podemos fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Fazem avançar a espécie humana. E, embora, alguns possam vê-los como loucos… nós vemos o seu génio. Pois as pessoas suficientemente loucas para pensarem que podem mudar o mundo são aquelas que o mudam. – Steve Jobs

Que o novo ano nos inspire a (continuar a) criar a nossa felicidade e, assim, contribuirmos para a felicidade de quem nos rodeia.

Lembremos: a vida dá-nos sempre opções. Podemos olhar para quem vive sem sonhos, ideias ou ideais, ou, inspirar-nos naqueles que fazem acontecer. Podemos escolher o caminho mais fácil e mais seguro mas também mais aborrecido e limitado (para alguns inconformados, como eu), ou, podemos trilhar o próprio caminho, sem medo de escutar o coração e sem nos importarmos de pare/cermos estranhos, sonhadores ou rebeldes. O que devemos lembrar, é que: quando optamos por sermos nós, o caminho não é linear e as derrotas estão lá, tal como as vitórias. O importante é “cair sete vezes e levantar oito”. Os fracassos, fazendo parte da jornada, são apenas lições das quais devemos melhorar e crescer com as suas aprendizagens. Todos os génios da nossa História passaram por severas adversidades mas foi a sua persistência, resiliência e paixão que os distinguiu dos que lá não chegaram. Também há os génios que não pisaram o palco nem alcançaram as luzes da ribalta, o que em nada diminui o seu valor, somente que não chegaram ao (re)conhecimento das grandes massas. 
Lembremos: há momentos que o caminho é duro e solitário, estando totalmente por nossa conta… Aqui, percebemos que somos o nosso melhor amigo, ninguém o poderá ser por nós. Muitos deles (amigos) ficarão pelo caminho, outros seguirão direções opostas… Os verdadeiros estão sempre lá. Eles amam-nos e aceitam-nos como somos. A vida é assim, leva uns e traz outros… É um processo dinâmico, não um evento. E saber fluir com ela, uma grande virtude. Há momentos em que apenas devemos permitir que nos mostre o caminho, a direção a seguir. Abdicar do controlo requer desapego e confiança. Saibamos que tudo está bem.
Nos momentos verdadeiramente exigentes em que desacreditamos de nós e a única solução parece ser o desmoronar dos sonhos… pensemos nas pessoas que nos inspiram, recuperemos forças e… pensemos no propósito que nos move. Sentir, é a chave. Quando nos permitimos sentir, a nossa força irradia por todo o corpo e recuperamos a energia, fé e determinação. Basta redirecionar o foco do que não queremos para o que queremos.
Não menos importante, é saber parar. Descansar. Celebrar. Diversão e alegria são tão importantes como compromisso e trabalho. Na verdade, eles nunca deviam estar dissociados.

Que sejamos sempre o melhor de nós, pois, por ora, só temos uma vida e estamos cá para vivê-la na sua plenitude.
Como disse Steve Jobs: Vamos deixar a nossa marca no Universo.
Independentemente de quem somos ou fazemos, que saibamos sempre tocar o coração das outras pessoas, despertando a sua sabedoria interior e felicidade.

A vida nem sempre é fácil mas é sempre bela.
Ter esta consciência suaviza todo o processo.

E tu, como queres (vi)ver a vida?

Feliz 2016 para TODOS NÓS!
2016 Oportunidades para SERFeliz! As restantes criamo-las! 😉

Bem-vindo, Novo Ano!!

Diana Feliz (118 Posts)

Diana Feliz, Terapeuta e Mestre de Reiki e Karuna. Professora de Yoga na Associação de Yoga Integral de Portugal. Fundadora do projeto SERFeliz, um projeto que nasce do coração. É lá que encontramos a nossa felicidade. Tem como pilares principais as técnicas e ensinamentos de dois métodos complementares: o Reiki e o Yoga, para inspirar pessoas a viver vidas mais felizes.


2 thoughts on ““Vamos deixar a nossa marca no Universo” – Steve Jobs

  1. Guilherme

    “Nos momentos verdadeiramente exigentes em que desacreditamos de nós e a única solução parece ser o desmoronar dos sonhos… pensemos nas pessoas que nos inspiram, recuperemos forças e… pensemos no propósito que nos move.” – Adorei o texto especialmente essa parte! Palavras abençoadas! Parabéns!
    Um INCRIVEL 2016 e que você mais e mais consiga o reconhecimento em massa, porque você merece e o MUNDO também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *