fbpx

Já te sentiste desvalorizada, desacreditada e subaproveitada?

Rodeia-te das pessoas certas
Já te sentiste desvalorizada, desacreditada e subaproveitada?

Vou partilhar contigo uma experiência que li recentemente num post de alguém que sigo e que ressoou bastante em mim. 
Em 2007, foi feita uma experiência  no metro de Washington, com um dos violinistas mais conhecidos do mundo. Este tocou quase durante 1 hora despertando pouca ou nenhuma atenção.
Três dias antes, Bell tinha tocado no Symphony Hall em Boston, onde os melhores lugares rondam os 100 dólares. Na estação de metro, foi praticamente ignorado pela maioria das 1097 pessoas que passaram por ele. Quando terminou de tocar no metro, Bell, tinha ganho apenas 32 dólares. 
Podemos retirar daqui várias interpretações.

Qual é o teu ponto de vista?

O que esta experiência te fez sentir?


Começo por partilhar os meus pontos de vista. 🙂

Já perdi a conta de quantas vezes me senti como o Bell no metro. Não apenas no contexto profissional mas também familiar e social. Foram mesmo muitas as vezes em que me senti ignorada e invisível. Isto ainda acontece quando me esqueço de praticar o que vou partilhar contigo já a seguir. 

Demasiadas vezes senti dar muito e receber pouco. Já diz o ditado: quando a esmola é muita o pobre desconfia. E quando damos uma mão, para algumas pessoas, o corpo inteiro não seria suficiente. 
Nos últimos anos, tenho feito várias aprendizagens nesta matéria. A básica é que os outros não te irão valorizar até que tu te valorizes. Os outros não te irão ver/reconhecer até que tu te vejas e te reconheças. Só assim, poderás ter a confiança e segurança de ‘tocar no metro’ ser invisível para aquelas pessoas e ainda te divertires e sentires prazer e alegria contigo e com o teu ‘trabalho’.No entanto, não sobreviveríamos neste contexto de invisibilidade permanentemente. Daí, que seja fundamental, estar rodeada das pessoas certas, repito: é fundamental estar rodeada das pessoas certas para o teu progresso e evolução. 

Só quando passei a investir à séria na minha formação e desenvolvimento pessoal e espiritual e, consequentemente, estar rodeada de pessoas com o mindset e heartset 🙂 que me fazem sentido e desejo alcançar é que expandi largamente o (re)conhecimento do meu valor e potencial. 
Rodearmo-nos de pessoas que nos inspiram e nos permitem crescer e expandir (porque também eles expandem e crescem diariamente) é essencial para SER Feliz. Isto implica a sabedoria e discernimento para escolher, ESCOLHER, quem são as tuas pessoas. Quem são as pessoas que estão dispostas a caminhar contigo, para que possas, cada vez mais, SERes tu e viveres a tua grandeza (potencialidades ilimitadas).

Já há algum tempo que deixei de andar atras daqueles que não me veem, sejam alunos ou pacientes que acreditava poder ajudar, amigos ou familiares. Hoje, escolho conscientemente com quem quero trabalhar e me relacionar. Apenas me entrego pessoal e profissionalmente a quem me escolhe e reconhece o que podemos SER e FAZER, juntos.

O teu valor não depende da aprovação e reconhecimento externos. Depende, sim, da tua validação e (re)conhecimento interior. Assim que deres este passo, começas a atrair as pessoas certas, as que valorizam e escolhem ‘a tua música’.

O propósito do meu trabalho é  facilitar o DESPERTAR da Tua Luz para que TRANSFORMES a tua realidade e REALIZES a tua Vida Feliz!

Diana Feliz (181 Posts)

Diana Feliz, Terapeuta e Mestre de Reiki e Karuna. Professora de Yoga na Associação de Yoga Integral de Portugal. Fundadora do projeto SERFeliz, um projeto que nasce do coração. É lá que encontramos a nossa felicidade. Tem como pilares principais as técnicas e ensinamentos de dois métodos complementares: o Reiki e o Yoga, para inspirar pessoas a viver vidas mais felizes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.