E agora?…

1º Ama-te

De repente, tudo pode mudar e aí experimentamos a fragilidade da vida, a constância da inconstância… Por vezes, a vida golpeia-nos com dureza e agitação obrigando-nos a encarar o que há muito recusávamos ver, sentir e agir. Este é um despertar doloroso mas não há dor sem bênção e quando a vida nos retira assim o chão, não há como não aprender a voar. Quando voamos, conseguimos ver a pequenez do emaranhado que nos detinha, aprendemos a ver com outros olhos, a sentir com outra pele. O importante passa para segundo plano e este assume o papel essencial: nós, a nossa saúde, o nosso bem-estar. Deixamos de ser vítima das circunstâncias e passamos a assumir o nosso valor. Não raras vezes, o pior que nos acontece é a cura que nos fortalece.
Ninguém está livre das intempéries da vida. O pior não acontece apenas aos outros. Nós, somos os ‘outros’ dos outros. Todos, em menor ou maior grau, descuramos o maior Bem que temos: a vida, a saúde. Achamos que o corpo tudo aguenta e levamo-lo até ao limite, até ao seu colapso. Ignoramos que é a sua forma de comunicar lembrando-nos que não lhe estamos a dar a devida importância. Nós, somos o nosso corpo, os nossos pensamentos, emoções, sentimentos e ações.
Quando nos amamos, respeitamo-nos. Aprendemos a auscultar as nossas reais necessidades. Ao optar por escolhas saudáveis, o corpo colabora e agradece devolvendo o nosso equilíbrio e bem-estar. Sim, o amor cura. Especialmente o amor de nós por nós: amor próprio.
Diariamente, inspiro-me na máxima de Felicidade de Gandhi: “Felicidade é quando o que pensas, falas e fazes estão em harmonia”.
Que façamos voos Felizes…

Diana Feliz (118 Posts)

Diana Feliz, Terapeuta e Mestre de Reiki e Karuna. Professora de Yoga na Associação de Yoga Integral de Portugal. Fundadora do projeto SERFeliz, um projeto que nasce do coração. É lá que encontramos a nossa felicidade. Tem como pilares principais as técnicas e ensinamentos de dois métodos complementares: o Reiki e o Yoga, para inspirar pessoas a viver vidas mais felizes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *