“És sempre assim: Feliz?”

Já por algumas vezes me surpreenderam com a pergunta: “És sempre assim: feliz?”
Bem, de nome já nasci assim e assim morrerei (aproveito para brincar com o tema)… Na minha vida, tento viver os dias da melhor forma possível respeitando o meu (estado de) espírito e disciplinando a mente, sabendo que aquele é determinado por esta. A felicidade é um estado de espírito e, logicamente, o meu espírito não está sempre Feliz! Ainda bem, pois tantas vezes é nos momentos menos “felizes” que encontro o sentido e respostas que preciso, não raras vezes, são estes momentos que me impulsionam e inspiram a agir dando expressão ao coração.

Achas mesmo que devíamos ser felizes o tempo todo?… Pensa outra vez.

Se assim fosse como poderíamos valorizar e vibrar tanto com os momentos de felicidade? O que encontrei (e encontro) na minha prática de Reiki & Yoga é o equilíbrio, a serenidade, a força, confiança e entendimento para aceitar que a vida é feita de ciclos e a felicidade genuína alcançada quando aprendemos a viver os ‘altos’ e ‘baixos’ com sabedoria e paciência. Que os dias cinzentos também têm o seu brilho e realçam ainda mais as cores dos dias coloridos. Recordemo-nos do apontamento de Richard Carlson: Devíamos ser graciosos com os nossos piores estados de espírito e gratos pelos melhores.
Num dia destes dizia a uma aluna (que estava claramente num dia cinza), quando estamos tristes, confusas ou qualquer outro sentir do género, é a altura certa para nos amarmos e cuidarmos ainda mais, tal como gostaríamos de ser tratadas pelo nosso par. É nesses momentos que não nos devemos abandonar. Com amor tudo sara mais depressa. Lembra-te do casamento, disse-lhe. “Amar na saúde e na doença”. Se não nos amamos nestes momentos como podemos esperar que outros o façam?
Quando praticamos os Princípios Gokai, não me refiro apenas à sua recitação diária, tal não tem qualquer efeito se desprovida de intenção e emoção. Refiro-me sim, à prática dos Gokai no nosso dia-a-dia (como aprendemos no curso). É a sua prática efetiva que nos traz mais consciência e conhecimento para sabermos lidar com a montanha russa de pensamentos, emoções e sentimentos que nos assaltam constantemente. Quando aprendemos a geri-los, ou seja, a gerir a nossa energia, estamos a caminhar no caminho da Felicidade, em serenidade.

No Reiki, aprendemos a apreciar as pedras e as flores e a fazer arte com ambas: a arte da felicidade.

 

PRÓXIMOS CURSOS

Vê, aqui, a AGENDA.

Diana Feliz (118 Posts)

Diana Feliz, Terapeuta e Mestre de Reiki e Karuna. Professora de Yoga na Associação de Yoga Integral de Portugal. Fundadora do projeto SERFeliz, um projeto que nasce do coração. É lá que encontramos a nossa felicidade. Tem como pilares principais as técnicas e ensinamentos de dois métodos complementares: o Reiki e o Yoga, para inspirar pessoas a viver vidas mais felizes.


2 thoughts on ““És sempre assim: Feliz?”

  1. Luís Silva

    Todo o trabalho que desempenhas está cheio de propósito de felicidade e de bem para os outros. Através de ti, pelas tuas práticas e sabedoria todos os que te envolvem ganham imenso.
    Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *