Autotratamento de Reiki

  Autotratamento Uma iniciação de Reiki é um novo começo na vida. Para que esse começo possa assumir toda a sua grandeza e potencial, o autotratamento deve ser tua prioridade. Naturalmente que ter tempo exclusivo para nós, nos dias que correm, é um grande desafio mas a não ser que tenhas a vida que sempre sonhaste, precisas estar disposto a fazer algumas mudanças na tua vida. Ter tempo para o autotratamento é seguramente uma prioridade, porque TU és a prioridade. As boas notícias são que: os resultados serão proporcionais à tua dedicação e empenho.

Fazermos o autotratamento é assumirmos a responsabilidade da nossa saúde, bem-estar e equilíbrio. Não que o Reiki seja a solução milagrosa para todos os problemas mas que ajuda muito, quer a nível profilático como curativo, disso não há dúvidas. Atua no alívio de sintomas, dores, desconfortos. Facilita a alteração de hábitos de vida e mudança de consciência. Ele envolve-nos na própria cura, motivando-nos a assumir a responsabilidade pela nossa saúde e equilíbrio mental e emocional. Sendo o Reiki a vibração da energia do amor incondicional, o facto de nos disponibilizarmos para nos oferecermos Reiki é um ato de amor de nós para nós.
O autotratamento regular inicia o processo de remoção de bloqueios e obstáculos no corpo energético, atingindo gradualmente camadas mais profundas de energia bloqueada e estagnada – consequência de pensamentos, sentimentos e emoções escondidos e recalcados, muitas vezes, durante toda uma vida. O que pode significar que memórias do passado venham à superfície ou termos sonhos mais intensos e “reais”. O Reiki pode despertar em nós os problemas que geraram os bloqueios, para que tenhamos consciência da sua origem. Este processo de libertação é necessário para que possamos tratar tais questões e aprender com elas. Naturalmente, tudo acontece de forma progressiva e à medida que vamos estando preparados para lidar com as situações, daí a importância do autotratamento regular para nos equilibrar a todos os níveis (mental, físico, emocional e espiritual). Numa fase inicial e após o tratamento dos 21 dias, podem definir uma periodicidade para os tratamentos: três, duas ou uma vez por semana, por exemplo. Para se atingir resultados efetivos, não aconselho que sejam menos que duas vezes por semana. Com a prática de Reiki, sentimo-nos cada vez mais fortes, leves, equilibrados, menos stressados e preocupados e mais centrados em nós, mais felizes connosco e com a vida. Continuação de práticas Felizes 🙂 Só por hoje, trabalho honestamente. Próximos cursos aqui…

Diana Feliz (147 Posts)

Diana Feliz, Terapeuta e Mestre de Reiki e Karuna. Professora de Yoga na Associação de Yoga Integral de Portugal. Fundadora do projeto SERFeliz, um projeto que nasce do coração. É lá que encontramos a nossa felicidade. Tem como pilares principais as técnicas e ensinamentos de dois métodos complementares: o Reiki e o Yoga, para inspirar pessoas a viver vidas mais felizes.


2 thoughts on “Autotratamento de Reiki

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *